3 Na Massa

3 na Massa, Alice Braga, Brasil, brasuca, Céu, Chico Buarque, Dengue, Felipe S, Fernando Catatau, Jorge Du Peixe, Leandra Leal, Marafo Records, Marcelo Campelo, Milo Manara, música brasileira, Nina Beckers, Pupillo, Rica Amabis, Serge Gainsbourg, Simone Spoladore, Thalma de Freitas, Vicente Machado -

3 Na Massa

A sedução é um ritual que a arte adora retratar. Na música brasileira deste milênio, o projeto 3 na Massa é um dos que melhor traduz essa necessidade tão humana. Trata-se de um disco com roteiro definido, com inspiração anunciada na safadeza inerente ao som do francês Serge Gainsbourg e nos quadrinhos eróticos de autores como o italiano Milo Manara. A formação do coletivo reúne o produtor Rica Amabis (conhecido pelo trabalho com o núcleo Instituto), o baixista Dengue (Nação Zumbi) e o baterista Pupillo (ex-NZ). O repertório traz uma ótima sacada: todas as faixas são compostas por homens e cantadas por mulheres.

A partir dessa proposta, que remete ao talento absurdo de Chico Buarque em se colocar no papel das personagens femininas, surgem belezuras para aquecer o coração e instigar a libido. Uma das preferidas da casa é “Enladeirada”, em que Thalma de Freitas interpreta os versos de Jorge Du Peixe (vocalista da Nação Zumbi) sobre uma base que remete à produção do trip hop britânico com um afrodisíaco tempero brasileiro e um irresistível tecladinho fuleiro (cortesia de Fernando Catatau, do Cidadão Instigado).

 

 

A letra abre a porta para a imaginação do ouvinte e a interpretação da cantora nos conduz a um delírio de paixão e desejo. “Nas minhas curvas esquinas / vivem desejos que fogem das mãos / fazendo coração corar de vez /o lugar que você deve chegar / o endereço onde você vai ficar / a minha avenida você vai andar e agora eu já sou o seu lugar / dentro de mim / você vai morar.”

Como uma sequência de curtas-metragens que abordam um mesmo tema, surgem outras delícias estereofônicas: “Doce Guia” (de Junio Barreto, com vocais da Céu) e “O Objeto” (escrita por três integrantes do Mombojó – Felipe S, Vicente Machado e Marcelo Campelo – e cantada por Nina Becker) também estão no nosso ranking. Entre as músicas, surgem vinhetas que ajudam a criar o clima à meia-luz e narrações sugestivas nas vozes das atrizes Leandra Leal, Simone Spoladore e Alice Braga. Coisa linda!

Lançado originalmente em CD em 2008, o disco foi lançado em vinil dez anos depois pelo selo Marafo Records e a Patuá recomenda demais esse som para quem tem o privilégio de uma quarentena a dois – mas vale também como trilha sonora da fossa dos corações solitários. Vai na fé e garanta sua cópia!

Obs: devido aos cuidados relacionados à pandemia, o próximo envio aos correios está agendado para 23 de junho.

Obs 2: aqui vai uma dica de outros dois produtos relacionados ao texto, que você encontra na nossa loja virtual: "Cidadão Instigado e o Método Tufo de Experiências" e "Junio Barreto"! Clique sobre as imagens abaixo para conferir!